Questões de lógica

Problemas

Paradoxos

Problemas

TRÊS MÚSICOS

Três músicos, João, António e Francisco, tocam harpa, violino e piano. Contudo, não se sabe quem toca o quê. Sabe-se que o  António não é o pianista. Mas o pianista ensaia sozinho à Terça  . O João ensaia com o Violoncelista às Quintas . Quem toca o quê ?

 

O PRISIONEIRO

No antigo Egipto, havia um prisioneiro numa cela com duas saídas, cada uma delas com um guarda. Cada saída dava para um corredor diferente em que um dava para o campo e, portanto, para a liberdade e o outro para um fosso de  crocodilos. Só os guardas sabiam qual a saída certa, mas um deles  dizia sempre a verdade e outro mentia sempre. O prisioneiro não sabia nem qual a saída certa nem qual o guarda verdadeiro. Qual a pergunta (e uma só pergunta)   que o prisioneiro deveria  fazer a um dos guardas ao acaso, para saber qual a porta certa?

topo

Urso

Uma pessoa montou uma tenda para dormir. Subitamente, aparedeu um Urso que lhe desfez a dita tenda. A pessoa, pacientemente, reparou a tenda e montou-a novamente.

Entretanto, o urso andou um quilómetro para sul, dois quilometros para Oeste e outro para Norte, voltando a passar pelo acampamento desfazendo novamente a tenda.

Pergunta: de que cor era o urso?

 

DOIS COMBOIOS

Um comboio parte de Lisboa a uma velocidade de 120 Km/h em direcção ao Porto, ao mesmo tempo que outro parte do Porto a uma velocidade de 80km/h em relação a Lisboa.

Pergunta: Quando se encontram, qual o mais próximo de Lisboa: O que parte do Porto ou o que parte de Lisboa?

 

4 pontos e tres rectas

Una estes quatro pontos apenas com três rectas, sem levantar o bico da lápis ou da caneta e acabando no ponto onde começou.

topo

 

 

 

 

soluções às questões de lógica

 

 

Paradoxos:

 

Paradoxo do barbeiro:
Um barbeiro de uma pequena aldeia tinha, na sua barbearia um panfleto que dizia o seguinte: " Eu barbeio todos os homens da aldeia que não se barbeiam a si próprios".
Quem barbeia o barbeiro?

Nota: O barbeiro não se pode barbear a si próprio porque diz que barbeia os que não se barbeiam a si próprios
Se ele não se barbeia a si próprio o cartaz está errado porque há uma pessoa que não se barbeia a si própria (o barbeiro) à qual ele não corta a barba.

Regra sem excepção:

topo

"Não há regra sem excepção!"

Nota: "Não há regra sem excepção" é em si mesma uma regra. Logo, se não há excepção, esta regra não tem excepção. Portanto, há pelo menos uma regra sem excepção.